Seja bem Vindo ao Blog do Shinigami LoL! Um blog com ótimo conteúdo! Seja humor, curiosidades, Downloads, RPG, música... Conteúdo de qualidade, a gente encontra aqui!

Chat do ShinigamiLoL

13 de out de 2010

Meus Sonhos - O gênio dos Sonhos - 2ª Aparição

Atenção! Um aviso para quem não sabe! Meus sonhos, e minhas críticas são textos realmente grandes! Portanto, irão ficar mais ou menos compactados! Existirá um botão "Mais informações logo abaixo! Para que eles não ocupem tanto a página principal! Obrigado pela atenção!
ATENÇÃO! Existem muitos termos, personagens, e outros eventos neste texto que provavelmente você não irá entender se não ler a primeira aparição! Link:
O Gênio dos sonhos - A 1ª aparição
E vamos seguir ao sonho!



O gênio dos Sonhos

Estava eu novamente no purgatório, haviam objetos por todo o purgatório, objetos feitos de pedra e madeira, e também algumas ruínas, por mais que eu caminhasse, mais eu encontrava objetos, e mais objetos. Esses objetos eram móveis antigos, e alguns muros, ou cidades, ou até mesmo castelos! Mas eram todos destruídos, e com uma má presença (Por mais que eu goste de ambientes abandonados, eu me sentia apavorado e desconfortável quando eu parava de caminhar! Ou de falar, ou de cantar! Eu ouvia pessoas me imitando, mas sempre com um ritmo mais rápido, e uma voz mais fina, ou desafinada, o que era bem desconfortável... E eu não gosto de sons que eu não sei a origem. Vasculhei várias casas, procurando o gênio, e ajuda é claro! O céu do purgatório brilhava mais do que na primeira aparição, e estava com um leve azul, mas continuava cinza, e sem sol. Eu me sentia curioso diante o purgatório, os objetos nunca se repetiam, e cada vez haviam mais casas para explorar. As casas sempre estavam vazias, eu não encontrava alimentos, lixo, roupas, talheres, jóias, tapetes, ou qualquer coisa que eu pudesse utilizar. A única coisa que eu encontrei foi uma pedra azul. A pedra era quase negra, só tinha um reflexo azulado, e ela parecia que era porosa por trás do reflexo, mas apesar de tudo ela era lisa e macia. Eu encontrei esta pedra depois de muito tempo de exploração. Ela era achatada, e furada no centro, parecendo uma roda. Logo após algum tempo de pesquisa e pânico, eu encontrei o gênio. Ele estava dentro de uma casa, sentado, me esperando. Ele estava vestindo roupas azuis dessa vez. Um azul bem claro, que se assemelhava muito com o azul do céu aquele momento. Ele olha para mim mais sorridente e me convida para sentar. Quando eu me sento ele me faz um pedido...
-O que você fez nestas ruínas?
-Eu vasculhei alguns objetos
-O que você encontrou?
-Quase nada... Só isso!
Eu lhe entrego a tal pedra...
-Hummm... Você só encontrou isso?
-Sim, só isso!
-Você ouviu alguém por lá?
-Sim ouví!
-Você procurou eles?
-Sim, procurei.
-Você os encontrou?
-Não
-Hummm... Não sei o que dizer... Você viu sombras pelas paredes?
-Não
-Você viu alguma coisa viscosa vasando das paredes, ou algum efeito de luz errado?
-Não. E como assim "efeito de luz errado"?
-Uma sombra deformada, um brilho sem fonte, um globo de luz no nada, sua sombra fazendo curvas, uma parede parecendo ter um buraco negro... Você viu algo do gênero?
-Não! E por que você está fazendo tantas perguntas para mim?
-Antes de lhe responder isso, me diga seu nome...
-Rubens... Rubens Almeida... Para que você quer saber isso?
-Me responda como era o purgatório da última vez que você estava aqui?
-Negro, vazio, solitário e agonizante.
-Você se sente mais confortável agora?
-Sim, mas não é agradável viver aqui!
-Rubens... Você está começando a reconstruir sua mente... Já não é um local mais tão ruim... Provavelmente da próxima vez estará melhor ainda! Você consegue ver, ouvir, e pensar aqui! Você já não tem tanto para se arrepender! Basta agora montar uma cidade para que você possa abrigar algo aqui!
-Mas isso não é um purgatório? Onde eu devo ser punido?
-Você merece ser punido como da outra vez?
-Não... Sei... Não deveriam as pessoas me perdoar se eu errar?
-Você está errando tanto quanto antes?
-Não... Eu acho...
-Então... Se não tem porque você ser punido, você não é punido! Muito simples! O purgatório só existe se você tiver os certos requerimentos! Assim como o paraíso! O purgatório e o paraíso são basicamente a mesma coisa! A sua recompensa! Basta você buscar seu paraíso agora!
-Eu devo orar?
-Se um bandido, assassino, estuprador, sádico, da pior espécie ora, ele é perdoado?
-Provavelmente não...
-Você errou! Se um homem de bem ora para ser perdoado por um pequeno erro, ele é perdoado?
-Não?
-Resposta errada também meu caro! A resposta em ambos os casos irá depender da fé na oração! Se o sujeito simplesmente fala a oração não quer dizer que ele colocou fé nela! Se o assassino estuprador colocar toda a fé que ele tem em uma só palavra, ele será perdoado! Mas se o papa simplesmente fala a bíblia inteira sem a menor atenção, o menor cuidado, e a menor fé, ele não será perdoado de forma alguma! Você põe fé nas suas orações?
-Maioria das vezes não...
-Por isso que você veio para cá! você não é inocente!
-Hummmm... Isso faz parte de suas "Regras" certo?
-Exatamente! Imagine como seria terrível ser perdoado sem estar arrependido!
-É verdade!
-Rubens, você está liberado!
-Como assim?
-Há pouco tempo para você voltar ao mundo carnal!
-Hummm... Está certo!
-Procure orar por seus erros! Pense em como não executa-los novamente! Mesmo em situações estremas! Reserve um tempo só para você! Só assim aqui estará mais confortável da próxima vez que você voltar!
-Está bem!
-CONSTRUA SUA FORTALEZA MENINO! (Grita ele se levantando bruscamente da cadeira e levantando o punho. Logo eu, com medo, dou um impulso na mesa e caio para trás, batendo bruscamente no chão. O gênio logo começa a rir. Eu me levanto, e pergunto)
-Por que você fez isso?!
-Eu só queria gravar a informação na sua cabeça! Você que resolveu tombar!
-Sei...
-Não se esqueça do que eu disse! Agora vai!


Pouco tempo depois eu acordei, denovo revitalizado, mas mesmo assim ainda estava cansado (Também! Quem manda ir dormir quatro horas da madrugada numa tentativa falha de virar a noite no computador?), mas me sentia inspirado,  e com vontade de fazer algo útil! Aquele dia eu voltei a desenhar meu projeto do gerador magnético. Espero ter entretido vocês de alguma forma, obrigado pela atenção!

Nenhum comentário: